Declaração IR 2018 – Consultar, Tabela, Dúvidas

Todo início de ano é a mesma coisa, muitos cidadãos precisam acertar as contas com o IRPF. Se você não quer esperar até lá para começar a entender melhor o Imposto de Renda, então, continue lendo, pois daremos dicas e tiraremos muitas dúvidas.
imposto-de-renda-declaracao
Sem dúvida, para não se enrolar na hora de declarar seu imposto de renda, a primeira dica é se organizar, e quanto mais cedo, melhor.

Imposto de Renda Declaração 2018

Como todo imposto, o IR é uma das formas do Governo Federal custear todos os investimentos do estado e os programas sociais que visam beneficiar a população.
declarar-imposto-de-renda
Para 2018 se espera conseguir a marca de 30 milhões de contribuintes ao imposto de renda.
Para quem não sabe, o IR é um imposto obrigatório o qual deve ser pago anualmente, de acordo com a renda de cada cidadão, ou seja, de acordo com as regras impostas pela Receita Federal do Brasil,  quanto mais você ganhar, mais você terá que contribuir.
E vale lembrar que, o cidadão que não declarar o seu Imposto de Renda terá sérios problemas com os órgãos federais, já que no Brasil a sonegação de imposto é vista como crime.
Imposto de Renda Declaração 2018 – Quem precisa declarar 
Vale saber, porém, que embora seja um imposto obrigatório, muitos cidadãos não precisam declarar o Imposto de Renda, e isso porque é preciso ter uma renda, mínima, para ser um dos contribuintes, e grande parte da população, por incrível que pareça, não possui esse mínimo como renda.

Veja abaixo quem precisará declarar o Imposto de Renda em 2018:

  • Pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 durante o ano ano;
  • Pessoas que tem rendimentos isentos, não-tributáveis, cuja soma seja maior que R$ 40 mil ao ano;
  • Cidadãos que possuirem bens, inclusive terrenos, no valor total maior que R$ 300 mil;
  • Trabalhadores que arrecadaram, no ano, um valor superior a R$ 140.619,55 proveniente de atividade rural;
  • Quem obteve posses na transferência de bens ou direitos ou efetuaram operações em bolsas de valores estrangeiras, artigos ou  assemelhados.

Imposto de Renda Declaração 2018 – Quem não precisa declarar

  • Beneficiário de aposentadoria, pensão ou reforma com mais de 65 anos e renda de até  1.903,98 ;
  • Quem possuir renda mensal de até 1.903,98 (de acordo com a tabela de 2016);
  • Quem obtém posse de bens e direitos, desde que o valor total de até R$ 300.000,00;
  • Pessoas portadores de doenças graves como: AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida); Alienação Mental; Cardiopatia Grave; Neoplasia Maligna; Paralisia Irreversível e Incapacitante; Tuberculose Ativa; Cegueira; Esclerose Múltipla; Espondiloartrose Anquilosante; Fibrose Cística (Mucoviscidose);  Hanseníase; Hepatopatia Grave; Contaminação por Radiação; Doença de Paget em estados avançados; Doença de Parkinson; Nefropatia Grave.

Imposto de Renda Declaração 2018 – Tabela

O Governo Federal disponibiliza a cada ano uma tabela referente as alíquotas (percentual de algum valor tributado) que serão cobradas na arrecadação do IR, tabela essa pela qual o contribuinte pode se guiar em relação aos valores, de acordo com sua renda.
tabelas-declaracao-imposto-de-renda
Embora a tabela do Imposto de Renda de 2018 ainda não tenha sido disponibilizada, dá para se basear na tabela de 2017 para poder calcular:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 22.847,76
De 22.847,77 até 33.919,80 7,5 1.713,58
De 33.919,81 até 45.012,60 15 4.257,57
De 45.012,61 até 55.976,16 22,5 7.633,51
Acima de 55.976,16 27,5 10.432,32

Quer ter uma ideia de quanto deverá contribuir? Então, clique ACESSE http://idg.receita.fazenda.gov.br/orientacao/tributaria/declaracoes-e-demonstrativos/dirpf/simulacao-de-aliquota-efetiva-1 e faça a sua simulação.
É sempre bom lembrar que nunca é recomendável deixar para fazer a declaração na última hora, pois você correrá o risco de se deparar com o congestionamento no site, que é muito comum, causado, justamente, pelos retardatários.
Para fazer a declaração, poderá optar por dois programas on-line, confira!
1- Programa IRPF destinados a Tablets e Smartphones – bem fácil de mexer, totalmente explicativo.
2- Gerador de Declaração, destinado a computadores
– Após instalar, clique na opção Nova Declaração (se for sua primeira declaração neste computador).
– Depois, vá até a opção Declaração de Ajuste Anual e espere abrir a janela.
– Á esquerda da tela verá um menu que será o seu guia de declaração do IRPF 2018, então, é só ir preenchendo os dados pedidos:

  • Dependentes;
  • Alimentandos;
  • Rendimentos;
  • Imposto pago/retido;
  • Pagamentos efetuados;
  • Doações efetuadas;
  • Bens e direitos;
  • Dívidas e ônus reais;
  • Espólio;
  • Importações;
  • Renda;
  • Entre outras informações necessárias.

Após finalizar é só confirmar os dados, clicar em Entregar Declaração, no canto esquerdo abaixo da tela, e pronto. Se quiser imprimir, é só selecionar o item Declaração, no menu superior, depois, escolher a opção Imprimir e Recibo.

Imposto de Renda Declaração 2018 – Restituição

restituicao-declaracao-imposto-de-renda
Quem tiver pago mais do que deveria durante o ano declarado, terá direito a obter de volta esse valor. A restituição do IR é feita pela Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB.
Importante: Se existirem pendências com a sua declaração do IR, procure entrar em contato com os seguintes números:

  •  4004-0001 (capitais);
  • 0800-729-0001 (demais localidades);
  • 0800-729-0088 (deficientes auditivos).

Este está em alta, confira!