Receita Imposto de Renda 2018 – Consultar, Programa, Duvidas

Muita gente já fica com dor de cabeça só em lembrar que já está chegando a hora de fazer a declaração do imposto de renda, infelizmente, é uma obrigação anual, portanto, todos os brasileiros que tem um CPF e alguma renda precisam declarar. Até mesmo quem não se enquadra nos limites de obrigatoriedade de fazer um tipo ou outro de declaração, terá que fazer a declaração, no caso, de isento.
imposto-de-renda-receita

O que é – Imposto de Renda Receita 2018

Primeiramente, vamos entender o que é o Imposto de Renda, na verdade, é um pagamento que todo cidadão deve fazer ao governo, com uma parte do dinheiro que ganhou durante o ano. O problema é que esse valor pode chegar até a 27,5% da sua renda, caso ela seja elevada.
receita-imposto-de-renda

Faça você mesmo – Imposto de Renda Receita 2018

Felizmente, hoje está bem mais simples fazer a declaração, enquanto antes era preciso contratar um contador, hoje é possível baixar um programa, pelo próprio site da Receita, e fazer sozinho a declaração.
Certamente, mesmo assim, a maioria ainda tem muitas dúvidas, receios e acaba deixando essa tarefa nas mãos do contador. Mas, acredite, não tem mistério, você mesmo pode fazer sua declaração de Imposto de Renda, sozinho, e é o que mostraremos agora.
Então,  se você quer fazer, você mesmo, a sua declaração, basta seguir esses passos abaixo, só é preciso paciência, muita atenção e nada de preguiça para ler e consultar as informações oficiais no site da Receita Federal.

Fazendo a declaração – Imposto de Renda Receita 2018

– A primeira dica é, durante o ano todo, ir juntando e guardando todos os documentos que comprovem: despesas médicas, despesas com educação, impostos pagos mensalmente como carnê leão ou outros que você tenha.
– Anote todas as suas fontes de renda, não omita nada, desde empregos, ganhos em ações, vendas de imóveis, veículos, gado, etc…
– Não esqueça de anotar, também, as despesas em imóveis, veículos e outros bens de maior valor que estejam em seu nome.
– E quem não recebeu ainda, vale solicitar o informe de rendimentos nas empresas que trabalhou durante o ano anterior.
– Também solicite nos bancos em que tem conta o extrato do imposto de renda, lembrando que, geralmente, este extrato pode ser retirado de forma online, pelo site do seu banco.
– Quem for beneficiário do INSS deve tirar, também, o extrato, para imposto de renda, no site da Previdência Social.
– E caso tenha dependentes, procure juntar todos os dados e documentos de rendimentos e despesas dedutíveis dos mesmos.

O programa – Imposto de Renda Receita 2018

Pronto, agora que juntou todos os documentos, vamos para o próximo passo:
baixar o programa de declaração do imposto de renda, que deve ser feito diretamente, e apenas, no site da receita federal, nesse link: http://idg.receita.fazenda.gov.br/interface/cidadao/irpf/2018/download
Vale saber, no entanto, que o site disponibiliza o programa no início do ano e a cada ano há uma versão diferente, mais nova, com melhorias e atualizações. Não esqueça de baixar também o programa para transmitir a declaração.

Facilitador – Imposto de Renda Receita 2018

receita-federal-imposto-de-renda
Sem dúvida, o programa da receita foi um grande facilitador, tornando cada vez mais simples o próprio contribuinte fazer sua declaração, bastando seguir atentamente o passo a passo disponibilizado, preenchendo todos os campos que forem pertinentes. Porém, vale a dica, não tente omitir nenhum dado, assim como, não esqueça informações importantes, por isso, a dica é fazer um horário que esteja disposto, livre e sem nenhuma distração por perto, já que um erro pode trazer muitos transtornos. Acredite, o help do programa e do site da receita federal é bem completo e, a não ser em caso de muitas dúvidas, quase sempre, é possível dispensar um contador, realizando você mesmo a sua declaração do Imposto de Renda. E vale levar em conta que um contador pode cobrar de R$ 50 a R$ 1500, dependendo do caso, para fazer uma simples declaração, ou seja, pode significar uma ótima economia!
Mas, certamente, em casos mais complicados, que envolvam muitas informações, nos quais a pessoa se senta insegura e até perdida, claro que, nesses caso, a ajuda de um profissional é mais do que bem vinda, ou até mesmo, alguém próximo que tenha intimidade com esse processo. Ou seja, a responsabilidade de fazer a própria declaração é grande, portento, você não deve transmiti-la enquanto não tiver certeza de que esta correta e completa.
Vale conversar com amigos, contadores e pessoas que já tenham experiência no assunto, acredite, com o tempo você verá que é até bem simples. E mais uma vez, a dica é não omitir ou tentar manipular os dados fornecidos, essa prática é crime, no mais, a Receita Federal é exímia em descobrir falhas nas declarações, o que poderá resultar em graves sanções, sendo um boa multa a menor delas!

Este está em alta, confira!