Retificação Imposto de Renda 2018 – Consultar, Programa, Duvidas

É mais comum do que se imagina o contribuinte errar ao transmitir as informações à Receita Federal, ou por por falta de documentos com rendimentos e despesas, erros de digitação e até mesmo, como estratégia para entregar a declaração sem estar completa para não pagar a multa pela não entrega. Por isso, é fundamental o contribuinte não deixar para a última hora, evitando, assim, o que já é chato, virar uma tremenda dor de cabeça.
imposto-de-renda-retificacao
Por outro lado, muitos organizam os documentos, fazem os lançamentos no programa gerador da declaração do Imposto de Renda, mas, por falta de atenção ou nervosismo, só depois de enviá-la à Receita Federal percebem que cometeram algum erro, ou mesmo, que a deixou incompleta. Pois é, nesses casos todos, a única saída é fazer uma declaração retificadora.

Dúvidas – Imposto de Renda Retificação 2018

duvidas-retificacao-imposto-de-renda
Apesar de ser um procedimento simples, muitas pessoas acabam esquecendo de realizar no prazo estabelecido pela legislação ou até mesmo não sabem que podem fazer a retificação do Imposto de Renda.
Certamente, o mais indicado é que a declaração do Imposto de Renda seja feita com antecedência para evitar cair na malha fina, porém, caso o contribuinte, após a entrega, encontre erros nos dados informados, ele pode SIM retificar a declaração entregue. Portanto, caso tenha identificado algum erro, nada de desespero. É possível reparar sem que o temido “leão” lhe ataque. O importante é, se detectado algum erro, que seja feita a retificação para corrigi-lo antes mesmo de cair na malha fina. E o prazo para retificar qualquer erro é de cinco anos, porém, a dica é que realize esse processo rapidamente, para não correr nenhum risco.

Programa – Imposto de Renda Retificação 2018

Vale saber que a retificação do Imposto de Renda é feita no mesmo software da declaração original, basta apenas abrir o programa da declaração a ser corrigida e selecionar a opção “Declaração Retificadora” abaixo da pergunta “Que tipo de declaração você deseja fazer?”.
Mas, vale a dica, é importante tomar o cuidado de entregar a declaração retificadora no mesmo modelo utilizado para a declaração original. Para isso, é fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo. E também é preciso ter cuidado de ao entregar uma declaração retificadora, informar ao transmitir o novo documento, o que é possível ser feito, informando no campo identificação do contribuinte, logo que o programa é aberto pela pessoa. Ressaltando que a Receita pode consultar declarações de até cinco anos atrás,  mesmo que elas constem como processadas, para checar omissões e erros.
Por isso, é de fundamental importância que, sempre que o contribuinte constatar alguma informação incorreta referente aos últimos cinco anos, faça a retificação para evitar a malha fina. E mais, os contribuintes podem fazer a retificação do IR quantas vezes for preciso. Caso a retificação tenha sido feita após o prazo final para entrega da declaração, o contribuinte não poderá alterar o modelo da declaração de simplificada para completa, ou vice-versa. Por outro lado, quem fez a retificação dentro do prazo teve direito a essa mudança. No entanto, ao alterar o modelo, quem se adiantou para ter prioridade na restituição perde a vantagem, uma vez que a data da declaração retificadora se sobrepõe à data da declaração original. Lembrando que se a declaração for retida na malha fina, não será possível fazer a retificação. Por isso, o ideal é fazer as correções antes do prazo final da entrega do IR, pois a Receita já começa a fazer o cruzamento de dados poucos dias depois do prazo final.
E mais, as vezes, quem retifica a declaração acaba tendo o valor a ser restituído ou pago alterado ao final.

Consulta – Imposto de Renda Retificação 2018

informacoes-retificacao-imposto-de-renda
A retificação é apenas o primeiro caminho possível para corrigir os erros das declarações, os documentos com problema podem ser visualizados por meio do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento), ambiente virtual da Receita.
É possível acessar o e-CAC e ver todas as suas declarações e, caso haja alguma com erro, ela vai estar marcada. Então, nada de se desesperar, a primeira coisa que você pode tentar fazer é retificar. Saiba que é possível continuar fazendo isso até que a declaração “seja liberada”. Porém, vale saber que, em alguns casos o Fisco solicita a apresentação de documentos para comprovar a irregularidade, e se o contribuinte se encontrar nessa situação, o contribuinte dificilmente terá a declaração liberada com uma simples retificação. Para esses casos específicos, o governo estabelece um calendário ou vai notificar o contribuinte para que ele apresente os documentos pessoalmente em uma data específica. Cabe ressaltar que o prazo para retificar uma declaração de rendimentos enviada com erros parada na malha-fina extingue-se em cinco anos.
Por isso, nunca é demais lembrar que a antecedência em fazer a declaração do Imposto de Renda é super importante, assim como, prestar muita atenção ao fazê-la.

Este está em alta, confira!