The Who Shows 2018 – Ingressos, Datas, Locais

The Who é uma banda de rock britânica surgida em 1964 que ficou super famosa por, na época, arrebentar completamente seus instrumentos no final dos show.
shows-do-the-who

Carreira da banda The Who 2018

No princípio essa banda era conhecida como The Detours. Assim como muitos de seus contemporâneos britânicos, o grupo era fortemente influenciado pelo blues americano e country music, inicialmente tocando mais rhythm and blues. A primeira formação consistia de Roger Daltrey na guitarra base, Pete Townshend na guitarra rítmica, John Entwistle no baixo, Doug Sandom na bateria e Colin Dawson nos vocais. Depois de Dawson deixar a banda, Daltrey assumiu sua vaga e Townshend se tornou o único guitarrista. Em 1964Doug Sandom saiu do grupo, e Keith Moon se tornou seu baterista.
O Detours mudou de nome para “The Who” em 1964 e, com a chegada de Keith Moon, a formação estava completa. No entanto, por um breve período em 1964, sob a direção do afamado mod.
Peter Meaden, eles mudaram de nome novamente, agora para High Numbers, lançando o compacto simples “Zoot Suit / I’m The Face”, designado para atrair o público mod. Com o fracasso do compacto simples, a banda demitiu Meaden e retornou ao nome The Who, passando a ser empresariada por Chris Stamp e Kit Lambert. Pouco depois conseguiram se tornar uma das bandas mais populares entre os mods britânicos, uma subcultura dos anos 60 que unia modas, Motonetas e gêneros musicais como o rhythm and blues, soul, e música beat. Para destacar seu estilo, a banda criou o slogan “Maximum R&B”
Em setembro de 1964, na Railway Tavern em Harrow and Wealdstone, Inglaterra, Pete Townshend destruiu sua primeira guitarra. Tocando num palco alto demais, o estilo físico das performances do guitarrista resultaram no rompimento do corpo de seu instrumento, quando ele se chocou contra o teto. Furioso com as risadas da plateia, Townshend arrebentou a guitarra em pedaços, pegou uma Rickenbacker de doze cordas e continuou o concerto. Por conta disso, o público no show seguinte aumentou consideravelmente, mas ele se recusou a destruir outro instrumento. Ao invés disso, Keith Moon foi quem arrebentou seu kit de bateria. A destruição de instrumentos se tornaria um destaque dos shows ao vivo do Who pelos próximos anos, e o incidente na Railway Tavern acabaria entrando para a lista de “50 Momentos que Mudaram a História do Rock ‘n’ Roll” da Rolling Stone.
O grupo logo se cristalizaria ao redor das composições de Townshend (embora Entwistle também contribuísse com suas canções). Townshend era o centro das tensões da banda, esforçando-se sempre para surgir com ideias inovadoras e reflexivas enquanto Daltrey preferia o material mais agressivo e enérgico e Moon a surf music norte-americana. Apesar do grande sucesso alcançado com seus compactos simples, o Who, ou mais especificamente Townshend, esgotara suas ambições com formato. Ao mesmo tempo o som da banda evoluía, e suas músicas se tornavam mais provocativas e envolventes enquanto Townshend passava a tratar os álbuns do Who como projetos unificados, ao invés de meras coleções de canções desconexas. O primeiro sinal desta ambição surgiu em seu A Quick One (1966), que trazia uma coleção de canções que reunidas contavam uma história, “A Quick One, While He’s Away”, a partir de então tachada de “mini-ópera” e mais tarde considerada o primeiro épico progressivo.
A seguir veio The Who Sell Out (1967), um álbum conceitual que pretendia simular a transmissão de uma estação de rádio pirata, incluindo aí jingles e propagandas. Em 1968, Pete Townshend foi o convidado da primeira entrevista da revista Rolling Stone. Nela, revelou que estava envolvido na composição de uma ópera rock em larga escala.
Nessa época os ensinamentos de Meher Baba passaram a exercer influência importante nas composições de Townshend, e essa conjunção de ideias acabaria desaguando em Tommy (1969), sua primeira ópera rock completa e a primeira a alcançar sucesso comercial. O indiano é creditado como “Messias” na contra-capa do álbum Tommy. No mesmo ano tocaram no Woodstock’69
assistir-shows-the-who
Em fevereiro de 1970 o Who gravou Live at Leeds, considerado por muitos o melhor álbum ao vivo de rock de todos os tempos. E assim a banda, entre idas e vindas, separações e voltas, vem fazendo sucessos por décadas.
Nas vésperas do início de mais uma turnê em 2002, John Entwistle foi encontrado morto em seu quarto no Hard Rock Hotel em Las Vegas, Nevada. O laudo do legista apontou que, embora não se tratasse tecnicamente de uma overdose, uma modesta quantidade de cocaína foi a causa do óbito, que obstruiu suas artérias já prejudicadas por um problema cardíaco não tratado. No final de 2012 o The Who em mais uma de suas idas e vindas, retornou com força máxima, com uma turnê, Quadrophenia, pelo mundo inteiro.
Em 2017, para a alegria de seus muitos fãs, a banda tocou no  Rock in Rio e em alguns estados brasileiros.

Formação atual do The Who 2018

  • Roger Daltrey: vocais, gaitae guitarra
  • Pete Townshend: guitarra, teclado e vocais
  • Zak Starkey: bateria
  • Pino Palladino: baixo
  • Simon Townshend: guitarrae backing vocals
  • John Coury – teclado
  • Loren Gold – teclado e backing vocals
  • Greg Miller – metais
  • Reggie Grisham – metais
  • Frank Simes – teclado, backing vocals e direção musical

Ex-integrantes

  • John Entwistle: baixo, metais, vocais, teclado
  • Keith Moon: bateria
  • Kenney Jones: bateria

Discografia The Who

  • 1965 – My Generation
  • 1966 – A Quick One
  • 1967 – The Who Sell Out
  • 1969 – Tommy
  • 1971 – Who’s Next
  • 1973 – Quadrophenia
  • 1975 – The Who by Numbers
  • 1978 – Who Are You
  • 1981 – Face Dances
  • 1982 – It’s Hard
  • 2006 – Endless Wire

Agenda Shows do The Who 2018

agenda-shows-the-who
Próximos shows do The Who 2018:
Ainda não foram divulgados todos os shows do The Who 2018, por enquanto, segue o confirmado:
SHOW – 13 MAR 2018 – STOCKTON, CA – BOB HOPE THEATRE
Os locais e dias dos shows do The Who 2018 podem sofrer alterações. Para acompanhar a agenda de shows da banda, a dica é seguir seguir o site oficial dos caras (https://www.thewho.com) ou suas redes sociais.

Ingressos do The Who 2018

Os ingressos do show do The Who 2018 poderão ser adquiridos via internet ou em pontos de vendas indicados no site da banda.

Redes Sociais do The Who

Os fãs que querem seguir os shows e o dia a dia do The Who, podem seguir a banda nas seguintes redes sociais:
Facebook:  https://www.facebook.com/thewho
Instagram:  https://www.instagram.com/officialthewho/
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCUtwj-3S97bj3lYDVxDKtlQ
Twitter:

Este está em alta, confira!

  • show-do-the-who-150x150Show do The Who 2018 – Ingressos, Datas, Locais The Who Shows 2018 - Ingressos, Datas, Locais The Who é uma banda de rock britânica que surgiu na metade da década de 60. A sua formação original era composta por Pete Townshend, Roger […]